Sondagem da Expedição Safra percorre quatro continentes

BRASIL  –

Levantamento ultrapassa fronteiras da produção nacional na verificação do potencial produtivo da safra de grãos. Uruguai e África são as novidades da 8ª edição

expe ba

Novos roteiros internacionais estão confirmados para a 8ª edição da Expedição Safra, que começou em setembro e segue até abril.  Entre as novidades, o projeto técnico-jornalístico de análise da safra de grãos irá monitorar o potencial da produção no Uruguai, país que estima colher 3 milhões de toneladas de soja, após triplicar suas lavouras nos últimos cinco anos.

Outro destaque é o roteiro que será cumprido na África, onde o projeto percorrerá os países de Angola, Moçambique e África do Sul. Com mais da metade das áreas agrícolas ainda não cultivadas do planeta, segundo o Banco Mundial, o continente africano fará parte da sondagem dos técnicos e jornalistas da Expedição por sua importância na oferta de grãos e também na demanda por alimentos. Até 2030, o agronegócio deve impulsionar a economia da região com movimentação de US$ 1 trilhão, provê o Banco Mundial.

A África é o quarto continente visitado pelas equipes do projeto. A Expedição já esteve na Ásia, na Europa e todo ano percorre as Américas do Sul e do Norte. Os principais centros produtores de milho e soja para exportação do mundo, do Corn Belt nos Estados Unidos à Zona Núcleo na Argentina, são visitados pelos técnicos e jornalistas do projeto, que vem documentando a expansão do agronegócio e o crescimento da demanda por alimentos.

Nas próximas semanas, o projeto confere a colheita em 14 estados brasileiros. A primeira das sete viagens que serão realizadas até abril tem como destino Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A equipe inicia o percurso de mais de 5 mil quilômetros no próximo sábado.

A partir do dia 27, outro grupo passa a monitorar as tendências da produção de grãos nas lavouras do Paraná e São Paulo. Além da análise de campo, a equipe passa pelo Show Rural Coopavel (3 a 7 de fevereiro), que abre o calendário brasileiro das feiras agropecuárias, em Cascavel (Oeste do Paraná). Os demais roteiros serão realizados na sequência.

 

A Expedição Safra prevê que a safra brasileira alcançará 91 milhões de toneladas de soja e 34,8 milhões de toneladas de milho de verão, com variação de +11% e -3% sobre o resultado de 2012/13, respectivamente. Esses volumes, conforme projeção levantada desde o plantio, devem resultar numa safra brasileira de grãos de aproximadamente 200 milhões de toneladas, uma marca histórica para o país.

Os técnicos estão indo a campo para verificar as tendências regionais e apontar o impacto das quebras climáticas registradas pelos produtores neste início de colheita no Paraná, em Mato Grosso do Sul, em Mato Grosso e em Goiás. Os 5% iniciais da safra de soja estão sendo colhidos no Paraná e em Mato Grosso, estimam os integrantes da Expedição.

Acompanhe a Expedição em www.expedicaosafra.com.br. No site do projeto, é possível também sugerir destinos aos técnicos e jornalistas.

Sobre a Expedição Safra

Desenvolvida pelo Agronegócio Gazeta do Povo, do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCom), a Expedição Safra está na estrada desde o ciclo 2006/07. O projeto consiste em um levantamento técnico-jornalístico da produção de grãos da América do Sul à América do Norte.

 

A sondagem periódica ocorre em 14 estados brasileiros, mais as regiões produtoras dos Estados Unidos, Paraguai e Argentina. Para ampliar a discussão de mercado, nas últimas duas safras os técnicos e jornalistas estenderam o trabalho de campo com incursões à Europa (Alemanha, Holanda, Bélgica e França), China e Índia. Na temporada 2013/14, desembarcam na África. A Expedição conta ainda nesta edição com o apoio técnico FCStone e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA). Mais informações:www.expedicaosafra.com.br.

 

Tags: ,

Comments are closed.

Contactenos